Viagem e Aventuras

Parque Natural de Sintra-Cascais: Conhece o Recanto Português?

O Parque Natural de Sintra-Cascais é o local ideal para fazer a viagem ecológica do mês. Prepare-se para explorar um dos parques mais bonitos do país.sexta-feira, 12 de julho de 2019

Por National Geographic
Palácio da Pena

O Parque Natural de Sintra-Cascais - PNSC estende-se pelos concelhos de Sintra e Cascais, possuindo mais de 14 mil hectares. É um local muito procurado por turistas e pelos locais para fazer desporto, relaxar e observar a natureza, devido ao seu clima ameno e à sua paisagem de cortar a respiração.

O Parque Natural de Sintra-Cascais recebe a classificação atual devido à necessidade de intervenções apropriadas na gestão e preservação do património natural, arquitetónico, histórico e cultural, promovendo o desenvolvimento económico e o bem-estar da população. Para além disso, apresenta uma grande diversidade de habitats naturais, uma vasta flora e fauna que se encontravam sob ameaça devido à elevada procura turística e pressões urbanas.

Pedra Amarela, Parque Nacional de Sintra-Cascais.

A diversidade do Parque Natural de Sintra-Cascais
O Parque Natural de Sintra-Cascais abriga uma grande diversidade de espécies, muitos delas escassas em Portugal.

São mais de 200 as espécies que escolheram este local para habitar: 33 são mamíferos, 12 anfíbios, 20 répteis, 9 peixes de água doce e são mais de 160 as aves identificadas, sendo que 23 encontram-se ameaçadas em Portugal.

As arribas costeiras proporcionam as condições mais adequadas para abrigar e salvar de predadores vários animais, muitos deles em vias de extinção, como é o caso do falcão-peregrino, o bufo-real e o corvo-marinho-de-crista.

A proibição da exploração de locais pelo turismo levou a que espécies como morcegos cavernícolas, em risco de escassez, permanecessem e se reproduzissem em algumas das grutas e minas de água.

O Parque Natural de Sintra-Cascais é uma área húmida e com níveis de poluição reduzidos ao nível dos cursos de água, o que faz com que diversos anfíbios e répteis se instalem aqui. Dentro destas espécies, sobressaem as vacas-loiras, o lagarto-de-água, o musaranho-de-dentes-vermelhos e o licranço.

Assim como os animais, a flora encontra no PNSC o habitat ideal para viver. Isto deve-se ao clima diverso, à riqueza e composição geológica dos solos. Esta reserva natural abriga mais de 900 espécies de flora, de forma a conservar a biodiversidade europeia. 150 espécies deste total foram trazidas de outras partes do mundo.

Aqui, podemos encontrar a floresta de carvalhos, pinheiro-bravo, cedro-do-buçaco, árvore-de-incenso, entre outros. No que diz respeito à flora ameaçada, encontramos o azevinho, feto-dos-carvalhos, feto-de-folha-de-hera e outras espécies que encontram as condições necessárias para sobreviverem.

Praia do Abano, Parque Natural de Sintra-Cascais

História inserida na natureza  
O Parque Natural de Sintra-Cascais é um museu a céu aberto, intimamente conectado com a natureza.

Podemos encontrar os locais mais emblemáticos e que atraem milhares de turistas todos os anos, como o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros, o Palácio Nacional de Sintra, o Forte da Roca ou o Palácio de Seteais.

Contudo, existem outros tipos de património, alguns escondidos dos olhares dos mais curiosos. Entre eles encontram-se a capela de S. Mamede de Janas, o Santuário da Peninha, o Conjunto de Silos Medievais de Colares, o Monumento pré-histórico da praia das Maçãs e as mais variadas Quintas que este local tem para nos oferecer.

Todos estes pontos conferem a Sintra, a essência tão ímpar que tem.

Continuar a Ler