Animais

Veja Este Cardume de Peixes Pequenos Utilizar Bactérias Para Brilhar no Escuro

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

14 de agosto de 2019
Enquanto mergulhava à noite ao longo de um recife de coral nas Ilhas Salomão, o biólogo marinho e explorador da National Geographic, David Gruber, testemunhou o que descreve como "o mais próximo [que ele] teve, de um momento Avatar". Milhares de peixes-lanterna nadavam à sua frente, formando formas e iluminando as águas escuras do oceano. O que ele viu pode ser o maior cardume de peixes brilhantes alguma visto e capturado com uma câmara. Ao lançarem um brilho azul vibrante enquanto nadam, os peixes-lanterna devem a sua bioluminescência às bactérias que crescem num órgão sob os seus olhos. É uma relação simbiótica que permite que as bactérias obtenham o oxigénio extra necessário para sobreviver, e os peixes beneficiam da luz brilhante emitida pelo órgão, o qual podem "piscar" e desligar usando dobras de pele especiais. Um estudo recente publicado no PLOS ONE, observou que os peixes-lanterna usam a luz brilhante para coordenar o seu cardume e evitar predadores. Leia mais sobre como os peixes-lanterna brilham e fazem cardumes à noite.

Continuar a Ler